Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


WRC Vodafone Rally de Portugal 2015: Baião

por Inês Moura Pinto, em 24.05.15

14 anos depois o Rally de Portugal voltou ao Norte. Quando era mais nova nunca cheguei a ir assistir ao rally, mas a febre deste espectáculo esteve sempre presente na geração dos meus pais e até mesmo da minha irmã. 

Esta febre toda das pessoas do norte pelo rally tem toda uma explicação. Por norma, não se organiza nada com tanta dimensão em zonas do país onde, geralmente, não há muito movimento. Sítios que parecem ficar no "meio do nada", ficam nestes dias, com multidões de pessoas. Pessoas que vêm de todo o Portugal e de toda a Europa para acamparem (ainda que não tenham todas as condições para tal) ou simplesmente para assistirem ao verdadeiro festival (com muita comida e bebida à mistura). Siiiim, porque se há coisa que não pode faltar é comida e bebida! E com isto, o convívio é garantido.

Como disse antes, nunca tinha assistido a nenhum rally, por isso, não perdi a oportunidade e ontem segui para Baião para ver se aquilo era o espectáculo de que falavam. Já vi muitas coisas idênticas na televisão, mas ver ao vivo, ainda que por meros segundos, os carros a passarem a uma velocidade que nos deixa sem ar dá uma adrenalina que não consigo explicar. Juntar este espectáculo ao ambiente descontraído e de amizade que se vive lá faz com que esqueçamos o cansaço e aproveitemos ao máximo. 

Fica aqui registado que se voltarem a organizar o rally no norte em 2016 estou lá garantidamente! 

Foto8.jpg

 

 



Heart It

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:20

Desabafos queimadinhos!

por Inês Moura Pinto, em 21.05.15

Aquele momento em que, quase duas semanas depois de ter acabado a Queima das Fitas, ainda não caí na realidade para ver a quantidade de trabalhos que tenho para fazer (não é bem pela quantidade, mas o que cada um deles exige!). Porquê que não fazem a queima no final dos exames? Era tão bom!



Heart It

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:52

É uma Casa Portuguesa #2

por Inês Moura Pinto, em 18.05.15

Já faz um tempo que o primeiro post da série "É uma Casa Portuguesa" que pretende fazer referência ao que há de melhor na gastronomia Portuguesa (mas há algo de mau mesmo!?!). Na passada terça-feira, jantei com a minha família no restaurante Solar do Souto em Penafiel, para comemorar o meu aniversário. Esta já tinha sido a nossa escolha no ano passado, por isso, por termos adorado a comida, o atendimento e o preço, decidimos lá voltar. E mais uma vez não ficamos desiludidos. Voltamos a devorar o belo do Bacalhau com Broa e estreamos o Naco de Carne, que nada mais é do que um folhado de várias carnes, queijo e fiambre. Para finalizar optei por um gelado de limão.

Para além do extraordinário sabor dos pratos que pedimos, a sua apresentação já deixa qualquer pessoa com água na boca. Mas há sítio neste mundo onde se coma melhor do que em Portugal?

Bacalhau.jpg

Naco.jpg

Gelado.jpg



Heart It

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

Febre de Domingo #3

por Inês Moura Pinto, em 17.05.15

Estou a aprender a gostar dos domingos.

 

Principalmente desde de que entrei na faculdade que não gosto muito dos domingos. No inverno/outono, há muita chuva, o que nos faz querer estar a dormir o dia inteiro, por outro lado, na primavera/verão o sol chama por nós para passear, mas há sempre algo que nos ocupa essa vaga. Por norma, não sou nada produtiva no estudo/trabalhos durante o fim de semana (ou fim-de-semana?! eu gostava tanto dos hífenes). Chega-se o domingo e é aquele dia em que tenho de voltar a pensar em fazer a mala, organizar a comida, enfim... nada do outro mundo, mas que me stressa um pouco!

Como disse, estou a aprender a gostar dos domingos. A verdade é que, sou a favor que não devemos odiar um dia só porque voltamos à rotina, ou temos aulas ou seja lá o que for. Por isso, agora não vejo o domingo como aquele dia em que tenho de fazer a mala e pensar em mil e uma coisas. Para mim o domingo é um dia de descanso, de passeio se possível, são quase vinte e quatro horas de relaxamento. Digo quase porque a(s) última(s) duas/uma hora(s) dos meus domingos são dedicados a fazer a mala e a lembrar-me daquilo que não me posso esquecer. Sempre fui de fazer tudo à última, mas garanto-vos que esta é a única forma de eu poder aproveitar o dia sem estar a pensar e a stressar por antecipação. Por isso, se tal como eu não gostam muito dos domingos, aprendam a aproveitá-lo sem pensar que no dia seguinte terão que se levantar cedo ou que terão um dia muito preenchido de trabalho. Carpe Diem!

Boa semana a todos e BIBÓ BICAMPEÃO BENFICAAAAA!



Heart It

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30


 photo cab2_zps11aa87f6.png

Inês, Estudante de Engenharia Informática no Porto, 21 anos

 photo twitter02_dark_zps5681fe91.png  photo google_dark_zpsfb3aba38.png  photo tumblr_dark_zpsfe0788b2.png  photo ffffound_dark_zps28290123.png

Instagram
Follow on Bloglovin

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D





IFB